capa

Review: Inumanos (2017)

Enfim terminei de ver a série Inumanos (Marvel’s Inhumans) do canal ABC, adaptando o grupo de super-heróis da editora Marvel. Não sabe quem são os Inumanos? Clique aqui e confira o artigo que fizemos antes da série estrear explicando com base nos quadrinhos quem são eles. Sim! Aqui nós lemos quadrinhos e fazemos nossa análise baseada neles, a obra original.

A série faz parte do Universo Cinematográfico Marvel (UCM), sendo assim tendo ligação com todas séries e filmes da mesma, mais ainda da outra série produzida pelo mesmo canal, Agents of Shield, que inclusive há um ponto da história que liga com o término da terceira temporada de Agents.

História 

Na lua, se encontra a cidade dos inumanos, Attilan, no qual vive a família Real liderados pelo rei Raio Negro/Blackagar Boltagon (Anson Mount) e sua esposa, a rainha Medusa/Medusalith Amaquelin-Boltagon (Serinda Swan). A família Real luta contra ela mesma, após um golpe político causado por Maximus (Iwan Rheon), irmão caçula de Raio Negro. Fugindo para a Terra, no Havaí especificamente, a família Real terá que se unir para salvar não só a sua raça mas também a humanidade de toda Terra.

A história da série adapta o inicio das histórias do grupo Inumanos nos quadrinhos, com algumas diferenças claro. A premissa é boa mas a conclusão é péssima. Infelizmente. A série inicia apresentando os personagens principais, cada um em um momento, e já no primeiro episódio se percebe a ganância do antagonista da série, Maximus (que particularmente, esperava MUITO dele após uma ótima atuação do ator na série Game of Thrones). Mas já em seu inicio, percebe-se a lentidão do roteiro e das atuações fracas, algo que pensei que iria mudar no decorrer dos episódios (como aconteceu na 1ª temporada de Agents of Shield, que começou muito fraca mas no final da temporada melhora muito) mas infelizmente não muda. A série é uma das piores adaptações de quadrinhos que assisti na atualidade (atualidade…não estou contando filmes / séries de aberrações de anos atrás não…), seja da Marvel ou da DC. Não, não estou sendo hater…sou fã de quadrinhos desde que me entendo por gente e antes de super-heróis virar “modinha“, eu já lia hqs (e não virei fã de heróis através de filmes / séries como muitos por aí…) da Marvel e DC, com um apego maior pela Marvel, mas também lendo DC.

Conclusão

Por mais que se esforçaram para adaptar o arco inicial dos Inumanos dos quadrinhos, a conclusão não foi boa. Entendo perfeitamente que se fossem adaptar os poderes de alguns personagens exatamente igual às hqs, iria gerar personagens extremamente desequilibrados com a série (ou até com o UCM em geral), como Raio Negro e Karnak (Ken Leung). Mas mesmo sabendo que os poderes dos personagens citados (e outros) foram diminuídos e adaptados, a forma como representaram eles foi bizarra. Sério que Raio Negro “toma um pau” de guardas comuns? Karnak ao chegar na Terra bate sua cabeça e fica com os poderes falhando? Cristalys/Crystalia Amaquelin (Isabelle Cornish) com seus vastos poderes elementais só ficava assutada, fazendo “beicinho” (ah é! Esqueci ela consegue arrumar um namoradinho também…aff!)? Maximus como um vilão é um besta qualquer que anseia pelo poder e de longe é o Maximus sádico e manipulador das hqs (por mais que tentam mostrar o lado manipulador dele, falharam feio pois foi algo ridículo de forçado). Teve um episódio, que um determinado personagem estava aparentemente tudo bem e de repente como um passe de mágica, já esta a beira da morte fazendo discurso de despedida e tudo mais…Em meio a essa sopa misturada com salada de frutas, temos um desfecho fraco com uma “luta final” mais fraca ainda. Se você esperava ver Raio Negro chutando bundas (ou berrando e destruindo geral…) pode tirar o cavalinho da chuva…

Para não dizer que a série é um fracasso total, temos sim lampejos de luz em alguns personagens e em certos momentos. Medusa que ficou meio que sem poderes desde o inicio, teve uma boa atuação pela atriz Serinda Swan, representou bem a seriedade e orgulho da rainha, mas nada além disso. Karnak de longe é o melhor personagem da série, sendo representado de forma positiva pelo ator Ken Leung, trazendo um Karnak calmo, sereno e que se preciso entra em combate de forma voraz (mesmo que os combates estão muito distante ao nível de um Karnak das hqs…pelo menos seus combates não são pífios como de outros personagens…). Gorgon (Eme Ikwakor) foi somente o que prometeu: um monte de músculos. Nada mais e nada menos (não sei se isso conta como crítica ou como elogio…). Dentinho é adorável, mesmo não mostrando a ferocidade ou entrando em combate, adaptaram bem o lado canino dele, sendo um “cachorrão” bonzinho. O efeito especial para produzir ele ficou perfeito.

É isso aí pessoal. Infelizmente não recomendo essa série para você, a não ser que você seja igual eu: leitor de quadrinhos (em especial dos da Marvel) ou fã de super-heróis E queira acompanhar tudo que acontece nas adaptações cinematográficas / televisivas da Marvel ou DC. Caso contrário, você só queira passar seu tempo vendo algo de super-heróis, tem outras séries melhores por aí que irão te divertir muito mais, como a já citada Agents of Shield (que atualmente é a MELHOR série de super-heróis da atualidade) ou o Justiceiro que estreou já, entre outras.

Inumanos foi produzido por Jean Higgins e teve como roteirista Scott Buck (o mesmo roteirista de Punho de Ferro (2017) e Dexter (2007-2013)) e foi distribuído pelo canal ABC.

Zanella é cristão, marvete, nintendista, fã do Foo Fighters e rpgista. Encontre-o também no nerdprofeta.com

  • Visio

    Anotado! Vou passar longe desse aí.

    • Vai fazer bem pelo seu próprio tempo!

      • Visio

        Hahahahaha