mobile-gaming

O Poder de Um Console em Seu Bolso

Hoje em dia, com a rápida evolução tecnológica dos smartphones, nos deparamos com jogos tão potentes que antes só apareceriam em um console poderoso, específico pra games. Essa barreira foi quebrada há algum tempo, porém muitos jogadores ainda não conseguem aproveitar essa oportunidade.Eu estava navegando pela Google Play e comecei a notar como tem crescido o número de jogos portados para smartphones. O cenário de jogos para essa plataforma tem aumentado muito com os anos e hoje grandes clássicos do Playstation 2 já estão disponíveis para seu celular, como Grand Theft Auto San Andreas, Max Payne e Bully .
Screenshot_6

Não faz muito tempo desde que foi lançado Injustice 2 e, antes do lançamento da versão para console, havia saído a versão de celular, claro que bem reduzida graficamente e com jogabilidade adaptada para a plataforma, mas você tinha disponíveis dois capítulos da história para jogar. O interessante é que a história presente na versão para Smartphones era a mesma que a dos consoles e, inclusive, com cutscenes iguais! É realmente incrível o que um celular hoje em dia pode fazer, agora mesmo eu estou digitando em um notebook velho e meu celular, que é um modelo bem baratinho, é muito superior.

Uma Nova Era

Entramos numa era em que se analisa quantos gigas de RAM e qual a velocidade do processador de um celular. Jogos de celular não são apenas joguinhos para passar o tempo de forma casual. Temos jogos com opções no mesmo nível de jogos para PCs, entre elas temos taxa de FPS, qualidade de textura, qualidade de sombra, vsync, entre outras. Falar hoje em dia que temos computadores na palma da mão não é exagero, mas o mais surpreendente disso é como isso anda a passos largos. Um celular lançado hoje, considerado top de linha, é facilmente superado em poucos dias pela concorrência, fazendo com que os celulares de um ano atrás, por exemplo, já sejam considerados ultrapassados. A indústria de smartphones não está perdendo tempo. É só você lembrar de como eram os celulares na década de 90, e o que eles permitiam fazer, para perceber que, em poucos anos, houve um salto tecnológico tão grande que chega a assustar até o mesmo o mais entusiasta da época.

imagen-modern-combat-5-blackout-12ori

Será que um dia vamos jogar jogos dessa geração no celular?

A pergunta na verdade não é se será possível, mas sim quando isso acontecerá. Fora jogos portados das empresas para celulares também existe a vasta área de emuladores. Hoje em dia você pode rodar Nintendo DS, Ps1, SNES, Mega Drive, PSP, entre outros, tudo em um só lugar, de fácil acesso, à sua disposição como nunca antes ocorreu na história dos videogames.157308-God_of_War_-_Chains_of_Olympus_(USA)-1441122339

Gamers que se afastam dos mobiles

Temos jogos de qualidade, muitas opções, porém mesmo assim diversos jogadores conceituados no cenário gamer não gostam dessa plataforma. Entre as reclamações mais constantes, no topo da lista, estão os controles. É fato que jogar um jogo, que exige habilidade do jogador, usando a tela de toque para controlar, realmente é frustrante. Primeiro pelo fato de não termos botões físicos, que já nos acompanham há mais de 40 anos nos games, e você não tem a sensação de estar pressionando um botão, você não tem elevações na tela que ajudem a simular pressão, que ajudem a aumentar a sua segurança nos movimentos realizados através de travas específicas que nos enviam a mensagem de que “aqui é o limite do botão“. Não raro você acaba se atrapalhando com isso.

Logicamente que a solução para isso veio rapidamente e hoje já temos diversos controladores que podem ser facilmente atrelados ao seu celular tornando a jogatina fluída. Porém, ainda assim, os jogadores se afastam.

controle4

Um ponto importante para se analisar é o modo como o mercado mobile nasceu e evoluiu. Como ele era voltado apenas para mini games, jogos rápidos, descomprometidos, não é incomum que essa opção seja taxada dessa forma ainda hoje em dia, apesar da sua enorme evolução. Pode ser esse o maior problema: Preconceito. Quanto a isso, podemos listar várias vantagens aqui e o resultado ainda será o mesmo, pois não se derruba um preconceito sem que a pessoa tenha a intenção de descobrir se realmente a situação é como pensa. Dar uma chance aos jogos mobile, com o devido controle de sua preferencia, pode realmente significar uma expansão enorme na sua biblioteca de jogos. O resultado pode ser fantástico, trazendo toda a facilidade da plataforma, com as suas vantagens inegáveis, para o seu dia a dia. 

O que ainda está por vir

Já estão sendo desenvolvidos emuladores de PlayStation 2 e Game Cube, sendo o de Game Cube já consegue rodar diversos  jogos perfeitamente. A Nintendo está constantemente lançando jogos oficiais especificamente para a plataforma mobile. A Konami já se pronunciou várias vezes sobre o seu foco nesse mercado. Se você abrir hoje o Google Play e pesquisar os jogos disponíveis, se deparará com uma quantidade enorme, gigantesca, de games de todos os estilos. Não sabemos como o mercado responderá a isso, se essa plataforma será realmente uma opção que veio pra ficar ou os celulares serão substituídos por outro tipo de tecnologia que  impossibilitem a evolução dos games nela. O fato é que você pode se divertir sem medo, sem preconceito, sem a ideia de que será taxado de jogador casual por estar se beneficiando dessa plataforma. 

melho4

Os games sempre evoluem e os celulares estão no mesmo ritmo, não é de se admirar que tenham se dado tão bem e ofereçam tantas vantagens juntos. Se você é um gamer que gosta de jogar, ao invés de arrumar desculpas, você tem uma ótima opção custo x benefício aqui e deveria analisar bem a situação antes de se afastar de mais essa possibilidade no mundo do games.

Eu sou novo no portal espero que gostem do meu trabalho,gosto de animes, jogos, filmes e series.Gosto de jogos antigos mas meu jogo favorito é Shadow of the Colossus.

  • rockman

    Muito bom o artigo man, realmente ainda lembro que o primeiro game mobile com gráficos fodas que vi era dead trigger, hoje em dia tem muito emulador e dependendo do aparelho pode ser transformado num portatil poderoso

  • fmrbass

    É inegável que os jogos mobile tão vindo cada vez com mais qualidade, mas ainda assim não consigo me empolgar. Entro na Play store e parece que só tem jogo igual, cópias e cópias da mesma ideia.

    Não sei se por ter um switch e um 3ds eu acabo deixando o celular de lado, afinal é jogo pra caramba disponível em qualquer lugar.

    Celular é só pra Zapzap, gemidão e memes.

    Em tempo: tem um acessório que é um analógico pra tela de celular, já viu?
    É bizarro, mas parece que funciona:
    https://uploads.disquscdn.com/images/7061ed4e61dd05aa317eecd4cbb01a4cfd4c814bdd7a23e252f01f44d3601404.jpg

  • Visio

    Meu celular eu uso para comunicação. Pra mim esse é o foco do aparelho. Tudo o que vem além disso eu tenho um pouco de relutância para aceitar… deve ser a idade hahahaha
    É lógico que eu concordo com o fato de que os celulares abrem um leque de oportunidades incrível, sendo que o esforço para alcançar essas oportunidades é quase nulo, de tão fácil que está o acesso aos games nessa plataforma. Ainda quero aprender a jogar mais no celular, mas toda vez que tento eu acabo baixando emulador de GBC e jogando Azure Dreams ou Pokémon Blue… deve ser MESMO a idade.

  • Alexandre Francisco

    É fato que celular é a plataforma gamer com a maior base instalada atualmente. E realmente temos boas supresas, jogos realmente bons e inovadores. Alguns que nem caberiam em outras plataformas. Pra mim, só agrega.

  • Acho que os games mobile de cel muito simples, e na maioria só são um atrativo ou passar o tempo e não um game mais complexo como os de outras plataformas. A Nintendo mesmo com seus games mobile para cel você percebe isso, os games dela pro Android/ IOS são apenas um atrativo para atrair o público para a plataforma principal deles que são os consoles.