TheColorandtheShape

The Colour and the Shape (1997)

The Colour and the Shape (A Cor e a Forma) é o segundo álbum da banda Foo Fighters, e o primeiro disco gravado como uma banda, já que o primeiro disco, chamado “Foo Fighters” foi gravado apenas por Dave Grohl em uma semana.

Lançado em 1997, neste álbum já podemos ver um grande amadurecimento musical em comparação ao primeiro.

Nas gravações, Dave Grohl acabou gravando as músicas do álbum com ele mesmo tocando bateria por não estar de acordo com o até então baterista William Goldsmith. Depois de ter lançado o disco, Grohl convida o ex-baterista de Alanis Morissette, Taylor Hawkins, para tocar bateria durante a turnê do álbum, no qual acabou se tornando o baterista oficial desde então.

Na mesma época, no término das gravações das músicas no estúdio, Pat Smear anunciou que sairia dos Foo Fighters, mas se manteve no grupo tocando em turnê enquanto Grohl não achasse um substituto. Em setembro de 1997, Pat Smear anunciou que deixaria a banda e introduziu seu substituto Franz Stahl, ex-companheiro de Grohl na banda Scream (antes de Dave Grohl entrar para o Nirvana).

Capa do segundo álbum da banda: The Color and the Shape

Os integrantes da banda ao lançar o álbum foram: Dave Grohl: guitarra, bateria e vocal; Pat Smear: guitarra e vocal de apoio; e Nate Mendel: baixo.

Com músicas sólidas, com uma pegada a mais nas guitarras, The Color And The Shape é de fato um inicio da banda Foo Fighters. Suas melhores e mais conhecidas músicas são: a “pancada” de Monkey Wrench, a inesquecível My Hero e as românticas e marcantes Everlong e Walking After You (esta segundo Dave, foi gravada num momento dificil de sua vida pois estava se separando depois de 2 anos de casado, a música toda reflete essa tristeza).

Da esquerda para direita: Dave Grohl, Pat Smear (abaixado), Taylor Hawkins e Nate Mendel.

As faixas do álbum são:

1.   Doll       1:23
2.  Monkey Wrench       3:51
3.  Hey, Johnny Park!      4:08
4.  My Poor Brain      3:33
5.  Wind Up       2:32
6.  Up in Arms       2:15
7.  My Hero       4:20
8.  See You       2:26
9.  Enough Space       2:37
10. February Stars       4:49
11. Everlong       4:10
12. Walking After You       5:03
13. New Way Home      5:40

A turnê do álbum foi The Colour and the Shape Tour (1997-1998). O disco foi gravado pela Roswell e Capitol Records e a produção foi de Gil Norton.

Zanella é cristão, marvete, nintendista, fã do Foo Fighters e rpgista. Encontre-o também no nerdprofeta.com

  • Ivo

    Foi o primeiro álbum deles que ouvi! No máximo eu só acompanhava as músicas pelo clipes da MTV. E isso foi anos depois do lançamento desse CD. Curto pakas Foo Fighters por mais que digam besteira hoje em dia da banda. Fui no show deles em 2014 aqui no Morumbi em SP, eu e minha esposa e curtimos MUITO. Gostei disso de indicação de músicas e albuns, no aguardo do próximos. P.s Curto pakas alguns clipes deles! São bem diferentes!

    • Valeu Ivo! Eles são feras, não existe banda de rock das antigas na atualidade com uma qualidade (e união, fato que é quase impossível achar banda de rock das antigas com formação quase imutável..) ótima como a deles!

  • fmrbass

    Foo Fighters sempre se destacou pelos video clipes, e nesse álbum não é diferente. Everlong mesmo é uma pedrada no ouvido e um soco na boca do estômago, de tão f*da. Um som simplesmente incrível que consegue harmonizar guitarra limpa, pesada, vocal gritado e harmonioso.

    Uma obra de arte.

    • E conseguem fazer uma música rápida se tornar romântica, os caras são monstro mesmo. Particularmente em minha vida, desse cd, My Hero marcou mais.