banner111

Muitos jogos, mas sem vontade de jogar. E agora?

Quando eu vou de carona para o trabalho eu me sinto como se estivesse sendo sequestrado. Não é algo natural. Ok, eu entendo que fui eu que entrei no carro por conta própria, mas no meio do caminho eu mudo de ideia, só que a pressão é tanta que eu permaneço lá, calado, sendo carregado por forças que estão além da compreensão de uma mente que ainda não aceitou o fato de que não voltará a dormir tão cedo. Às vezes dá vontade de pular do carro em movimento e correr, feito um louco, livre das amarras da fatura do cartão de crédito. Ainda bem que esses momentos logo passam, principalmente quando eu percebo a velocidade em que o asfalto se move por debaixo do carro e eu calculo mentalmente o quanto mais teria que gastar do meu cartão de crédito pra pagar pelo tratamento  hospitalar que essa aventura me traria.

Homer
Adoro meu trabalho

Pensando em diminuir custos, e dores com a minha possível queda do carro, eu decidi manter o sequestro e escrever algo sobre games. Na verdade são coisas sem sentido, são coisas que a vida me ensinou e que, como ninguém me procura pra ouvir essas histórias, eu vou camuflar tudo isso em um texto sobre games e tentar a sorte aqui.

De Tempos em Tempos

Nessas mais de 3 décadas de vida eu tenho percebido ciclos que afetam a existência das pessoas no geral. Ciclos esses que podem durar períodos muito longo ou apenas uma fase rápida e às vezes recorrente. Estou falando mais especificamente do desânimo!

O que é o desânimo? Nada melhor que o dicionário para nos auxiliar nessa pergunta simples.

  • Desânimo: Ausência de ânimo.

Muito obrigado Dicionário! ¬_¬

A ausência de ânimo, vulgo desânimo, é basicamente a falta de vontade em fazer algo que normalmente você faria, mas que, por algum motivo qualquer, você não fará e “não venha encher meu saco que hoje eu não tô legal!”. O que ocorre na verdade não chega a ser uma perda de interesse, apesar de que muito se parece com isso, mas sim uma força maior que sobrecarrega sua força de vontade transformando a mesma em uma força contrária, que ao invés de ajudar, só atrapalha. Com tanta força trabalhando contra fica difícil fazer algo mesmo.

Too
Não tá fácil pra ninguém

Alguma vez na vida você já perdeu a vontade de jogar? Sua prateleira cheia de jogos, ou mesmo digitais lotando o HD do seu console, mas você passa a lista inteira, verifica cada título, possuindo tempo disponível para jogar qualquer jogo e simplesmente não o faz. Loucura! Você é ou não um gamer? Vai deixar de jogar agora? Quando terá outra oportunidade dessas? A maioria dos gamers já passou por essa fase sombria, porém alguns se perderam no caminho. O que fazer então pra evitar ficar perdido nesse desânimo destruidor de hobbies?

A.S.A.P.!?

A.S.A.P., ao contrário do que parece, não é como sua mãe chama aquele famoso aplicativo de conversa instantânea para celular. A.S.A.P. é a abreviação da expressão americana “as soon as possible” que em português significa “O quanto antes” ou “O mais breve possível”. Eu decidi utilizar esse termo justamente por não haver necessidade nenhuma de você tratar o assunto como urgente! Aqui o mais importante é avaliar a situação como um todo, fazendo uma analise do seu dia a dia, tentando identificar o que realmente está causando esse desanimo.

Outro ponto importante é que a vida depende sim dos hobbies para que você tenha um equilíbrio sadio entre atividades laborativas e recreativas, porém isso não significa que seu foco não possa simplesmente mudar. Você precisa de recreação e ela pode ser encontrada em outros campos que não envolvam games. O que quero dizer é que sua sanidade mental (sabor menta) não estará comprometida, desde que você encontre outra atividade prazerosa pra você. (Carinha Aquela).

photo
Nhá

Às vezes nos martirizamos pelo fato de não conseguirmos tirar tempo para aquela jogatina e quando o tempo surge não temos ânimo pra isso, mas desde que você não se mantenha em ócio, simplesmente deixando o tempo passar, não há problema em perder temporariamente o foco. O importante mesmo é saber do que se você realmente gosta de games, pode ficar alguns dias, meses ou até mesmo anos sem jogar, que isso não comprometerá sua diversão quando voltar a jogar.

Tóxic

Daí você se pergunta: Então pra que essa porcaria de artigo? Simples: Pra esse povo entender que não é o fim do mundo e que eles podem ficar desanimados com os games atuais e que isso um dia pode ou não mudar, mas que parem de criticar quem consegue ainda se divertir! Não só por ser algo chato, mas sim por ser totalmente desnecessário. Hoje em dia temos diversos meios para nos comunicarmos, a comunidade gamer nunca esteve tão unida e tão interligada, logo essas criaturas que passam por tal desânimo conseguem se multiplicar rapidamente e não há nada que as impeça de exporem suas opiniões tóxicas para simplesmente demonstrarem falta de apreço pelos games atuais. Todos possuem sim o direito de expor suas opiniões, eu respeito isso, só quero abrir os olhos desses que querem desabafar suas frustrações e acabam por estragar boas discussões simplesmente pra dizer que desanimou do mercado, não pretende mais continuar jogando e que não consegue se encontrar nos games.

Why
Melior Parar

As suas opções, caro desanimado, são simples: Você pode procurar meios para vencer esse desânimo e voltar a jogar; Você pode procurar outros hobbies para substituir os games; Você pode simplesmente aguardar que um dia a vontade volte; Ou pode continuar sendo essa pessoa tóxica. Só saiba que é totalmente inconveniente e quando não há uma real busca de ajuda, suporte de amigos ou mesmo intenção em ser ajudado, acaba por transformar o ambiente em um grande mimimi alheio. Isso é bem diferente daquela pessoa que só está procurando entender o motivo do seu desanimo, que questiona, que realmente se preocupa com o fato de não conseguir mais se divertir com os jogos.

Cenário Retrô 

E se seu problema forem somente os jogos atuais? Já tentou revisitar os clássicos? Uma das causas pode realmente ser a falta de capacidade em alguns jogos da atualidade em não captar e manter seu interesse. Não que os jogos sejam ruins, mas sim que a fase em que você se encontra necessita de outro tipo de game, talvez algo mais simples e divertido, apelando para a nostalgia e trazendo à tona boas lembranças do seu passado.

Nós do Portal 2 Join temos uma vasta experiência com jogos Retrô, somos jogadores de longa data, já passamos por fases de desânimo sim, mas conseguimos superar, pois amamos nosso hobbie. Estamos comprometidos em trazer material que faça o leitor se motivar, não esquecendo jamais de suas preferencias e analises de jogos retrô fazem parte desse trabalho.

Se houver algum jogo em especifico, algo que você leitor gostaria que analisássemos, por favor deixe sua indicação nos comentários. Temos uma equipe preparada para explorar qualquer game retrô, mesmo que seja pra sofrer e passar raiva, mas vamos até o fim, mesmo que o fim seja um enfarto, mas vamos tentar, nem que seja pra dizer que é impossível!

Criador do Portal 2 join, ama os games! Jogando desde os primeiros anos de idade, naquela que considera a melhor fase da sua vida, quando ainda bebê, usando a famosa rotina do "come, caga e dorme". Bons Tempos!

  • Jonathan Willian Pirovano

    Muito bacana Visio, motivação é um exercício diário, muita gente vacila em manter-se motivado e acaba em um buraco difícil de sair.

    Muitas vezes o problema é na própria alimentação ou na falta de exercícios, o que muita gente não sabe.

    • Alexandre Francisco

      Pow, mas a meu desanimo nem me deixa praticar exercicio. Acaba virando uma bola de neve.

      • Jonathan Willian Pirovano

        Exatamente, o difícil é começar, como falei vira um buraco difícil de sair.
        Eu mesmo por causa das minha rotina no último ano vacilei bastante nisso e vi bastante diferença

      • Jonathan Willian Pirovano

        Isso acontece pois a dieta e os exercícios estão muito ligados com o balanço hormonal, isso regula coisas como nossa disposição pra fazer as coisas até o nosso humor

    • Visio

      Pow, bem lembrado! Ponto de vista totalmente cabível! Alimentação é mesmo uma das causas raiz do desanimo.
      Obrigado pela visita meu velho e volte sempre ☺

      • Jonathan Willian Pirovano

        Pode deixar, sempre dou uma olhada 🙂

  • Alexandre Francisco

    Cara, eu to nessa fase. Teu artigo ajudou pra porra. Saber que eu nao to sozinho nessa, que é normal, que muita gente passa por isso me fez ver que esse nao é o fim, é so uma fase. Tava pensando ate em procurae ajuda psicológica, por que tava foda. Ainda ta, pois nso consigo terminar os games que comeco e eu num era assim. Fiquei final de semana inteiro mudando de emulador pra emulador, pra celular, baixando alguns joguinhos pra PC e nada me prende mais. Espero que passe logo, quero voltar a jogar novamente. Espero que passe ate eu comprar o Switch. Hahaha

    • Visio

      Vai passar sim Lex. É desanimador quando nosso hobbie parece que não funciona mais com a gente, mas isso passa. Chega logo o Switch o/

  • Muito bom o artigo, Visio! Quem nunca teve esse desânimo? O meu acho que foi lá pela fase do PS2, tanto que eu joguei/terminei pouca coisa nesse período, acabei arrumando outros hobbies enquanto isso. Eu só parava pra jogar futebol ou RPG no videogame, não tinha paciência pra mais nada. Eventualmente acabou passando. Sempre passa.
    O lance de se martirizar que é foda. Não é pq vc não tá afim de um negócio que vc não curte. Gosto de fazer analogia com comida. Quando vc tá entupido de comida, vc recusa ingerir qualquer coisa, não importa o quanto goste. Melhor coisa é esperar “esvaziar” e depois curtir quando estiver afim de fato. Jogar forçado é risco enorme de não gostar do que está jogando.

    Ah, e eu quero uma análise aqui no P2J: Bloodborne! Precisava ser retrô? Bom, esse aqui tem uma alma retrô enorme, eu diria. Tenho que dizer que tô me divertindo muito com ele! Vício total! kkkk

    • Visio

      Pow, Bela analogia! É melhor esperar esvaziar e saber que uma hora a situação melhora.
      Cara, vou comprar Bloodborne, me parece fodástico! Faremos a analise dele sim, pode deixar o/

  • Ivo

    Fala Visio, texto maravilhoso! Eu esotu me enquadrando nessa fase de desanimo. Eu tenho um Xbox Clássico com um montão de emuladores… a maioria por sinal! E fico pasmo com a facilidade que poderia jogar qualquer jogo e no final não jogo nenhum hahhahaha XD

    As vezes é o desanimo mesmo e outros é a Sindrome do Labirindo que é um nome fantasia de um texto que li do amigo Cosmão : http://shugames.blogspot.com.br/2016/09/pergaminhos-do-cosmao-vol-1-sindrome-do.htmlque

    Faz tempo que não pego um jogo e fecho até o final.

    Mas fiquei feliz e triste ao mesmo tempo em saber que tem pessoas iguais a euz aqui com o mesmo problema. Por isso estou tentando buscar outras formar de chegar áte o “Jogo”. Ao invés de ir direto e jogar ele, tenho tentado ler livros, revistas, sites, blogs e neles encontrar algo legal que me indentifique e faça joga-lo.

    Exemplo é o “Sexta é dia de locadora” (também do Cosmão”) que incentiva a você escolher um jogo da lista que é enviada toda sexta para jogar um jogo. Algo como fosse alugar mesmo na locadora. Desse jeito tentando pegar esse jogo e fechar em conjunto com outras pessoas que também escolheram ele. Uma ideia simples, mas boa no meu caso.

    Bom, fico por aqui! Excelente texto Visio.
    Parabéns. Abraço.
    Ivo

    • Visio

      Show Ivo! Que baita comentário =D
      Vou dar uma olhada nessa tal Síndrome do Labirinto, eu desconhecia o termo, acredito que adicionará bastante conteúdo lendo sobre o assunto.
      Estamos em uma era muito mágica, temos acesso a tudo, qualquer jogo, de qualquer época, rodando de modo perfeito, mas mesmo assim ficamos desanimados vez por outra. Mas tudo passa e logo poderemos voltar a apreciar nosso hobbie.

  • Moisés B. de Almeida

    Me senti lendo sobre eu atualmente, e gostaria de acrescentar, que muitos jogos eu começo e termino eles como se fosse uma “obrigação” seja pela grana ou tempo gasto nele (inicialmente). Parabéns pelo texto, me identifiquei muito.

    • Visio

      Fala Moisés!!! Primeiramente obrigado pela visita e pelo comentário =D
      Incrível como existem pessoas com problemas nesse sentido. Eu sequer imaginava que poderia ter alcançado tantas pessoas com um artigo antigo desses que fiz já faz um bom tempo, mas mesmo assim ainda se manteve atualizado.
      Espero que consiga passar essa fase difícil (trocadilho maroto) e encontre novamente a alegria que sentimos quando estamos jogando nossos games.

  • Fases de desanimo sempre aparecem e não só nos games…Eu particularmente estou animadíssimo com o Switch (que ainda não tenho kk) mas outro assunto da vida ando realmente desanimado… Nessas horas que um cogumelo verde pode tentar ajudar…rsrs!

  • fmrbass

    Eu tenho esse problema também de ficar sem ânimo pra nada.
    E pra ajudar ainda tenho um péssimo habito de deixar tudo pela metade, e isso acaba fazendo com que