switch_011

Lançamento do Nintendo Switch e seus detalhes

O lançamento do Nintendo Switch aconteceu na última sexta, no dia 03 de março de 2017, e o novo console da empresa japonesa tem a missão de ser um híbrido, um vídeo game que funciona tanto como um caseiro para ser jogado na TV como um portátil para ser jogado aonde você quiser. Confira abaixo mais sobre o lançamento e também fique por dentro de todos detalhes técnicos de seu hardware e de seu novo sistema!

Depois de tempos difíceis com o Wii U, a Nintendo parece que aprendeu com os erros e após o lançamento do Nintendo Switch na última sexta-feira, as ações da empresa subiram em 4% e de acordo com o GI.biz, o novo console híbrido vendeu no Reino Unido, cerca de 80 mil unidades entre os dias 3 e 5 de março. Para efeitos de comparação, o Wii U, seu antecessor, levou uma semana para vender apenas 40 mil unidades, ou seja, o Switch em 3 dias vendeu o dobro do que o Wii U em 7 dias.

Nos Estados Unidos, segundo Reggie Fils-Aime, presidente da Nintendo of America (NoA), numa entrevista com o New York Times, disse que o Switch teve os melhores dias de venda da história da Nintendo, algo que nem o Wii alcançou.

O Switch tem uma interface bem mais limpa do que a do seu antecessor, com visual por enquanto somente com os temas Basic White e Basic Black. O Virtual Console (VC), um modo dentro do console que permite ter acesso e jogar games de consoles anteriores, ainda não está liberado mas a Nintendo afirmou que em breve irá permitir acesso ao VC. Lembrando que agora com o Switch, a Nintendo, assim com seus concorrentes, tem conta online paga, no qual irá permitir você ter games de Nes ou Snes para jogar através de um valor mensal que ainda não foi divulgado.

O hardware do console ainda não foi revelado totalmente pela Nintendo, mas o iFixit fez  em seu canal uma desmontagem mostrando o que de fato tem dentro do Switch.

  • Processador:  o processador do console é um Tegra X1 especial da Nvidia, que foi customizado em parceria com a Nintendo para o Switch (modelo ODNX02-A2).
  • Gpu: tecnologia Maxwell de segunda geração, também customizado.
  • Tela: de 6,2 polegadas com resolução de 1280 x 720 no modo portátil e capaz de exibir 1920 x 1080 quando conectado a uma TV, no modo home.
  • Memória: 4 GB de RAM LPDDR4, sendo dois módulos de 2 GB fabricados pela Samsung.
  • Armazenamento: possui 32 GB de espaço pela memória flash THGBMHG8C2LBAIL da Toshiba. Lembrando que com o espaço utilizado pelo sistema, sobram 25,9 GB restantes para o usuário. Já foi confirmado pela própria Nintendo que o Switch terá suporte a cartões micro SD / SDXC de até 2 TB.
  • Rede: possui suporte ao padrão Wi-Fi 802.11ac com duas antenas e conectividade Bluetooth 4.1.
  • Áudio: é fornecido pela Realtek, modelo ALC5639.
  • USB: usb 3.0 é da Pericom.
  • Bateria: 16 Wh (4.310 mAh), sendo maior do que a bateria de 5,6 Wh usada no GamePad do Wii U. Os Joy-Cons trazem uma bateria de 1,9 Wh (525 mAh). De acordo com a Nintendo, ele podem ser usados até 20 horas sem recarregar.

Todo o processo passo a passo de desmontagem pode ser acessado também no site da Ifixit.

A Nintendo desde o Wii, abandonou a corrida por poderio gráfico e hardware e apostou mais em inovação. O resultado deu muito certo com o “pequeno” vídeo game com controles por movimento, tornando-o um sucesso absoluto de vendas de todos os tempos com cerca de 103 milhões de consoles vendidos. A inovação não deu muito certo por vários fatores com o Wii U, console que conseguiu apenas cerca de 13 milhões de unidades vendidas, se tornando o primeiro fracasso da empresa, no qual o 3DS com seus 64 milhões de unidades vendidas “segurou” a barra.

Agora, com o Switch, a Nintendo quer voltar a brigar pelo topo, e até agora parece que está caminhando de forma correta: marketing extremamente agressivo, conceito do Switch bem explicado e aceito, arquitetura do Switch mais fácil e barata de desenvolver do que a do Wii U, “ouviu” as thirdies, etc.

A Nintendo ainda não revelou o número total de vendas do Switch, algo que deve ser revelado em breve ao completar 1 semana de lançado ou 15 dias. Seu maior trunfo para este ano é o game The Legend of Zelda: Breath of the Wild, que como pode ser observado na imagem acima, está ganhando diversas notas máximas de vários sites especializados e é um dos poucos games a levar nota quase máxima do famoso Metacritic.

Zanella é cristão, marvete, nintendista, fã do Foo Fighters e rpgista. Encontre-o também no nerdprofeta.com

  • fmrbass

    Pelas minhas contas o Switch deve vender entre 1 bilhão e 1,5 bilhão de unidades (isso se não lançarem outro Zelda, aí esse número deve aumentar)