Banner 1234

Gamer ou Cinéfilo

Hoje iremos falar de um assunto polêmico! Atenção haters de plantão, preparar bombas! Zoeiras a parte, mas de fato o assunto é sério no mundo dos games: como alguns jogos estão se tornando cada vez mais “filmes interativos” e perdendo sua principal essência que é jogar E se divertir.

Você Decide foi um programa interativo da TV que foi exibido pela Rede Globo entre os anos de 1992 e 2000. Cada episódio era uma história diferente sendo contada e o final da história era escolhido pelos telespectadores através de votações via telefone.

The Order: 1886 é um jogo de ação em terceira pessoa, produzido pelo estúdio Ready at Dawn e publicado pela Sony como um exclusivo do PlayStation 4 no dia 20 de Fevereiro de 2015. O jogo recebeu uma avaliação mediana-baixa da mídia especializada muito pelo fato de ter excessiva utilização de quick time event’s  e de elementos cinematográficos.

Jogar um game ou assistir um game?

E o que tem a ver um antigo programa da TV brasileira com um recente jogo de ação? A resposta está em como ambos contam a história para seus respectivos telespectadores e jogadores. Assim como o antigo programa de TV tinha o seu final mudado de acordo com as escolhas dos telespectadores via telefone, existem alguns games atualmente que sua decisão é feita a partir de um simples apertar de botão e o resultado será literalmente assistido pelo seu “jogador”.

Um quick time event / uma animação é sempre lindo de se ver, seja em desenho ou com atores. O problema quando extrapolam demais, aí em vez de jogar você está simplesmente acompanhando.

Qual lado você é: Gamer ou Cinéfilo

Gamer é aquele que curte jogos, em especial os de videogames, seja eles portáteis, consoles de mesa, em computadores ou em dispositivos móveis. Claro que ele pode curtir outros tipos de games também como RPG de mesa (ó o jabá aqui), jogos de tabuleiro entre outros, mas neste caso o foco são os jogos eletrônicos. Normalmente um gamer joga seus jogos e se diverte com vários estilos pessoais que gosta, tanto faz jogar sozinho, acompanhado de amigos ou até mesmo online. Um gamer pode gostar e jogar um jogo-filme? Claro que pode, ele não é proibido, mas a diversão de um jogo que foi feito de fato para ser jogado  é imensamente superior a um jogo que foi feito para ser assistido, por mais belo que sejam os gráficos do jogo-filme. Outro ponto a ser considerado é a dificuldade. É fato que atualmente se tem muitos games fáceis e franquias que estão se tornando tutoriais para iniciantes, mas normalmente um jogo tem um dificuldade mais desafiadora do que um que foi feito com extensas e grandes quantidades de animações.

Um cinéfilo é o que ou aquele que ama o cinema como arte ou forma de lazer, que se interessa por sua evolução e suas realizações, segundo os melhores dicionários. Resumindo, é aquele que curte filme, séries, desenhos e demais animações que são produzidas para serem assistidas. Elas irão sim proporcionar uma diversão tão boa quanto a de um jogo, mas a finalidade é assistir e acompanhar os eventos ocorridos. Diferente de um jogo que, embora as animações também fazem você assistir determinadas situações, na maioria dos jogos você joga, resolve quebra-cabeças, derrota inimigos e eventualmente assiste a um evento em forma de quicktime event; e não o contrário. Nos jogos que adotam a grande e excessiva quantidade de animações, pouco se joga e na maioria dos eventos que você jogaria num jogo normal, acontecem de forma automática na animação, ou seja, você é um cinéfilo que acha que está “jogando”.

Gamer jogando jogos-filme

De modo algum estou criticando as quicktime event e suas belas animações. Como dito acima, elas são belas e fazem um enorme bem ao desenrolar da história de um jogo. O problema está no uso excessivo dele. O demasiado uso de animações em diversos momentos (se não em TODOS momentos!) podem sim estragar a jogatina de uma pessoa que quer simplesmente jogar, passar uma missão, resolver quebra-cabeças e se divertir de forma simples.

Se for para simplesmente assistir uma história, a Netflix e diversos outros canais de filmes e séries estão aí com ótimas histórias. Agora se for para simplesmente escolher o desenrolar de uma história seja ela telefonando ou apertando um botão, o conselho é reprisar o Você Decide ou jogar um jogo-filme sendo um bom telespectador, pois esse é o público alvo.

Zanella é cristão, marvete, nintendista, fã do Foo Fighters e rpgista. Encontre-o também no nerdprofeta.com

  • mendingo

    Não há melhor sensação em ver algum jogo sendo zerado após os seus esforços, porém, game com muitas cenas e pouca jogabilidade para mim só dá sono